Quarta, 19 de Janeiro de 2022
33 999 509 609
Turismo Turismo

Pico da Bandeira C&VB é fundado visando o fortalecimento turístico de Alto Caparaó e Região

Empreendedorismo

14/12/2021 06h44
436
Por: Redação
Pico da Bandeira C&VB é fundado visando o fortalecimento turístico de Alto Caparaó e Região

Um marco em relação ao turismo de Alto Caparaó e Região aconteceu na noite de terça-feira (07), no Restaurante Estância Gourmet. Com o objetivo de dinamizar, fortalecer e ampliar o turismo regional, representantes do trade turístico locais participaram da cerimônia de Fundação do Pico da Bandeira Convention & Visitors Bureau (Pico da Bandeira C&VB).

 

A missão é trabalhar o turismo de forma regional, estendendo os resultados de suas ações para municípios vizinhos, explorando as potencialidades de cada um, como Manhuaçu (cidade polo), Caparaó, Alto Caparaó, Espera Feliz, Manhumirim, Carangola e Alto Jequitibá.

De acordo com a idealizadora do Pico da Bandeira CVB, a instituição, que não tem fins lucrativos, visa cultivar o inter-relacionamento das empresas associadas; desenvolve a geração, captação e incremento de eventos em geral, promovendo a região e aumentando o fluxo de turistas.

“A região é rica em potenciais. Cada município tem sua peculiaridade e podemos explorar todos os seguimentos do setor, seja o Turismo Religioso, como é o caso de Manhumirim; Turismo de Negócios, em Manhuaçu; Turismo de Lazer & Aventura, em Alto Caparaó; Turismo Rural, na região; etc. Já contamos com excelentes opções de estadia, estabelecimentos gastronômicos, belezas naturais, mas essas potencialidades precisam ser bem exploradas”, disse Monalisa Fagundes, gestora de turismo, capacitada pelo Ministério do Turismo.

A Assembleia de Fundação contou com a aprovação do Estatuto e apresentação da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal do Pico da Bandeira C&VB, composta por: Eliacir Fernandes Bezerra, Presidente; Carlos Aristóteles Bezerra, Vice-Presidente; Diretor Secretário, Monalisa Fagundes; Ronald Santos Gripp, Diretor de Administração e Finanças; Diretor de Novos Negócios, Marcio Henriques; Diretor de Comunicação, Moreira Lopes; e Diretor Jurídico, Tadeu Hipólito; Conselheiros Fiscais Titulares, Alexandre Luiz Nascimento, Lucas Huebra e Ancelmo Fernandez; Conselheiro Fiscal Suplente, Wellington Almeida.

“Acreditamos que estamos escrevendo um novo capítulo na história do turismo local.  Por meio do Convention, queremos promover o setor, incentivar eventos e tornar o destino Alto Caparaó e Região uma preferência estadual, nacional e até internacional. Estamos certos que os caminhos do turismo regional serão acelerados e prósperos”, afirmou o presidente Eliacir Fernandes.  

O Presidente da Federação de C&VBx de Minas Gerais, Roberto Fagundes, participou da reunião de forma virtual, dando boas-vindas aos novos “conventianos”.

Na ocasião, foi apresentado o nome do ganhador do Concurso da Marca Oficial do Pico da Bandeira Convention & Visitors Bureau. Walter Souza, da agência Wdesigner, foi o vencedor do concurso que recebeu doze peças extremamente profissionais e interessantes. A produção de Waltinho, como é conhecido, denominada Rosa do Vento, destacou algumas características da região, como: as cachoeiras, representando o turismo de lazer; turismo esportivo, representado pelo Mountain Bike; o café das montanhas; e a fauna, representada pelo tucano de bico verde.

Ao final da cerimônia, todos foram convidados para um coquetel, organizado no estilo Convention, por meio de parceria. Cada pessoa envolvida no trade levou algum petisco e desta forma, a mesa ficou farta e impecável. Esse é o espírito do Convention, fortalecimento coletivo.

“Temos que nos unir em prol do turismo regional. Aqueles que quiserem se associar serão bem-vindos. A hora é agora. Por meio do CVB, vamos conseguir promover nosso destino de forma efetiva e sustentável. Associem-se”, disse Carlos Aristóteles.

Sobre o Convention & Visitors Bureau - é uma Associação sem fins lucrativos que congrega empresas, entidades e pessoas ligadas aos setores de transporte, turismo, indústria, comércio e serviços na região.

A entidade turística, quanto inaugurada, se sustentará através da arrecadação da Taxa de Turismo, que é uma contribuição simbólica e espontânea solicitada ao hóspede dos hotéis associados, que será cobrada por diária-quarto, pelas mensalidades pagas pelos diferentes associados mantenedores e por recursos advindos de convênios com órgãos públicos, privados e de parcerias público/privada.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias